tratamento

Existem duas formas de curar uma doença:

  1. Curar o órgão ou faculdade particular que está defeituoso, doente ou fraco;
  2. Fortificar os órgãos e faculdades saudáveis de tal maneira que eles superem e curem o órgão ou faculdade doente.

Essa dupla abordagem existe desde os primórdios da prática médica. Hipócrates, considerado o “pai da medicina”, aplicava o conceito da totalidade ao tratamento médico, abordando todo o processo patológico como um fenômeno geral e, os sintomas locais, como manifestação secundária.

Temos mais de 50 casos que, após o uso de cortisona contra asma, evoluíram para quadros psicóticos. Ao serem submetidos a tratamento homeopático, no entanto, a grande maioria voltou a ter asma temporariamente e melhorou do quadro psicótico.

Hering, médico contratado pela Universidade de Leipzig para estudar Homeopatia, tornou-se adepto da nova ciência e acabou por introduzi-la nos EUA. Ele descreveu o que ficou conhecido como “Lei de Cura de Hering”, com destaque para:

  1. A melhoria da dor ocorre de cima para baixo;
  2. A melhoria das doenças ocorre de dentro para fora;
  3. Primeiro, os sintomas são aliviados nos órgãos mais importantes ou vitais, ficando as mucosas e a pele para o final;
  4. À medida que desaparecem os sintomas mais recentes, aqueles mais antigos reaparecem.